TELEFONE E WHATSAPP 9 8266 8541 | Quem Somos | Anuncie Já | Fale Conosco              
sitedagranja
| Newsletter

ASSINE NOSSA
NEWSLETTER

Receba nosso informativo semanal


Aceito os termos do site.


| Anuncie | Notificações
TENHA NOSSAS NOTÍCIAS DIRETO NO WHATSAPP, CLIQUE AQUI.
Voltar

12/05/2022

Andrea Ferraciolli, diretora da empresa NAF, desmitifica financiamento da construção


Burocracia, muita burocracia quando o assunto é financiamento bancário. Pilhas de documentos, muitas exigências e muitas dúvidas podem fazer o sonho da casa própria do jeitinho que imaginamos, se tornar um pesadelo. 

Na maioria das vezes, fica um vácuo muito grande no diálogo entre o cliente e o financiador, e a burocracia e o cansaço acabam vencendo. E a construção do imóvel empaca. 

E, para evitar todo esse transtorno e sentimento de derrota é que entra o trabalho de Andrea Ferraciolli, diretora da NAF, correspondente da Caixa Econômica Federal que faz a intermediação entre cliente e banco. O trabalho começou em 2015 r hoje ela é referência no assunto na região. 

“Quando iniciei, achei tudo maravilhoso, algo praticamente inédito, porque quase ninguém entendia, quase ninguém fazia o financiamento em construção. E eu comecei a correr atrás, comecei a estudar as normativas, a pesquisar. Enfim, quando o meu primeiro cliente apareceu, o processo demorou seis meses para aprovar! Fiquei desesperada! Porém, onde tem dificuldade, eu quero ir atrás, entender o porquê, e melhorar”, relembra Andrea. 

A empresária explica que muitas pessoas ainda não entendem como funciona esse programa da Caixa. “O banco faz financiamento dois em um, a compra do terreno mais a construção, financia do início ao fim em etapas, faz um acompanhamento e fiscaliza a obra, depois de fiscalizar e aprovar uma etapa, a Caixa libera o reembolso investido. 

“Qual é a grande sacada? A Caixa financia 80% da obra, e o cliente pode utilizar o FGTS para pagar. Um exemplo: se o cliente quer construir uma obra de R$500 mil, na primeira fase se gastou R$50 mil, a Caixa reembolsa o cliente com 80%, no caso R$40 mil e retira do próprio FGTS do cliente os R$10 mil. E isso, em cada fase da obra, que é em torno de 10 meses. Com isso, o cliente não fica descapitalizado”, conta. 

Para melhorar, as parcelas são de acordo com o andamento da obra, ou seja, uma parcela de um todo, após a obra concluída, o cliente começa a pagar as parcelas correspondentes ao financiamento total. 

Começando a entender melhor de como tudo funciona, a empresária começou a despertar uma curiosidade na Caixa central de São Paulo, eles queriam saber quem era a correspondente que batia todas as metas anuais em poucos meses, e como ela fazia isso. 

“Eles queriam saber quem era aquela garota que batia meta de seis agências em poucos meses no ano. Quando eles me procuraram, tive outra sacada, ofereci mentoria na Caixa, explicando aos gerentes de como proceder quando um cliente vai em busca de um financiamento na área de construção, e me oferecia para assessorar seus clientes”, diz Andrea. 

O seu grande diferencial estava ali, na frente de todos, acompanhar de perto cada cliente. “Eu ofereço ao cliente uma assessoria completa, não somente na parte burocrática do dossiê, eu acompanho as obras, e também acompanho o processo financeiro, assim, o cliente não se ‘descabela’ com todas as burocracias do banco e da obra”, explica. 

 “Eu não consigo evitar problemas, mas consigo minimizá-los”

Além de atuar como facilitadora entre cliente, agência e financiamento, Andrea também assessora profissionais, como arquitetos e engenheiros. “Para uma obra evoluir precisa de dinheiro, e o maior desafio de muitos profissionais é não compreender a dinâmica do financiamento. Vendo todo esse embaraçoso meio da construção, que entendi o que faltava - uma pessoa que consiga entender todos os lados e facilitar a interação das partes”.

Outro diferencial da NAF é no acompanhamento da obra, entender cada etapa, questionar quando for preciso e assim, transmitir muito mais confiança à Caixa. Ou seja, além de correspondente do financiamento, a empresária também começou a entender um pouco mais sobre algumas fases de engenharia. “Eu não sou engenheira, nem arquiteta, eu sei do operacional, pois como eu acompanho muitas obras, consigo ter uma noção de quanto sairia cada fase. Se, por exemplo, uma fundação saiu muito mais caro do que outras obras que eu estou acompanhando, eu quero saber o porquê, entender e relatar para a Caixa. Assim, evitando problemas futuros”, explica.

Hoje, a NAF é uma empresa referência na área de financiamento de construção da Caixa.  Andrea faz palestras, mentoria para as agências de todo o Estado de São Paulo. “Ainda somos uma empresa pequena, com 8 anos, mas aos poucos estamos conquistando o nosso espaço. Minha mãe sempre me dizia, ‘para você saber mandar, você precisa saber’, e isso eu levo para tudo em minha vida e a NAF também tem esta identidade. Somos referência porque somos diferenciados, queremos sempre o melhor para o cliente, a Caixa, as empresas parceiras, os profissionais. Acompanhamos tudo de pertinho, e isso faz toda a diferença!”, finaliza Andrea.

Serviço:

Andrea Ferraciolli

NAF Correspondente Caixa

Finaciamento Imobiliário

Instagram: @nafcorrespondentecx 

WhatsApp: (11)94342-8340

E-mail: nafhabitacao@gmail.com


 

Pesquisar




X









































© SITE DA GRANJA. TELEFONE E WHATSAPP 9 8266 8541 INFO@GRANJAVIANA.COM.BR