TELEFONE E WHATSAPP 9 8266 8541 | Quem Somos | Anuncie Já | Fale Conosco              
sitedagranja
| Newsletter

ASSINE NOSSA
NEWSLETTER

Receba nosso informativo semanal


Aceito os termos do site.


| Anuncie | Notificações
Voltar

Governador anuncia Operação Sufoco para aumentar "sensação de segurança" da população

05/05/2022


“Eu quero deixar um aviso muito claro a esses bandidos: que eles mudem de profissão ou mudem de estado, porque a polícia vai atrás de cada um deles. Quem cometer crime aqui em São Paulo, vai ser preso. O bandido que levantar arma para polícia vai levar bala da polícia que, dentro dos limites da lei, vai agir com muito rigor em relação à criminalidade”.

A afirmação é do Governador de São Paulo Rodrigo Garcia dita no início desta quarta-feira (4) ao lançar a Operação Sufoco. Segundo Garcia, a segurança das ruas será reforçada em todo o Estado de São Paulo com o aumento do efetivo nas ruas. O objetivo é tornar as polícias mais visíveis e presentes nas ruas, com isto aumentando “a sensação de segurança da população”.

O governador também anunciou que as polícias definiram, em conjunto com empresas de entrega por aplicativo, um sistema de segurança e de fiscalização dos motofretistas para evitar que criminosos se passem por esses profissionais para realizar roubos.

No plano, estarão incluídas as Diárias Especiais por Jornada Extraordinária de Trabalho para a Polícia Militar e a Polícia Civil (Dejem e Dejec, respectivamente), e a Atividade Delegada. O investimento mensal será de R$ 41,8 milhões no pagamento das jornadas extras dos policiais e na utilização das viaturas e das aeronaves.

Tanto a Dejem como a Dejec correspondem a uma diária de oito horas contínuas de atividade policial, com um limite máximo de dez diárias mensais para cada profissional e pagamento realizado pelo Estado. O mesmo sistema ocorre com a Atividade Delegada, que existe desde 2009 na Capital e tem o pagamento efetuado pela Prefeitura.

Falsos entregadores de delivery

Para realizar a fiscalização de motofretistas, foi firmado um convênio entre o Governo de São Paulo e as empresas para compartilhamento dos bancos de dados dos aplicativos com o Detecta, sistema de monitoramento inteligente do Governo do Estado composto pelo monitoramento de câmeras combinado com o maior banco de dados de informações policiais da América Latina. Segundo governo, esse compartilhamento já começou e está sendo ampliado.

A troca da base de dados será incorporada para facilitar a identificação de falsos entregadores de delivery, que utilizam mochilas dos aplicativos de entrega para não chamar a atenção e praticar crimes. 

Será realizada ainda uma campanha de conscientização sobre os serviços de entrega por aplicativos, em uma parceria entre o Governo do Estado e as empresas da área. Isso levará para as ruas ações educativas sobre as iniciativas que visam valorizar a profissão e proteger a população.

A Secretaria da Segurança Pública disse em nota que  mantém diálogo permanente com representantes do setor e empresas de entregas por aplicativos para aprimorar a segurança dos usuários e da população em geral. 



Notícias Relacionadas:


 
TENHA NOSSAS NOTÍCIAS DIRETO NO WHATSAPP, CLIQUE AQUI.

Pesquisar




X









































© SITE DA GRANJA. TELEFONE E WHATSAPP 9 8266 8541 INFO@GRANJAVIANA.COM.BR