TELEFONE E WHATSAPP 9 8266 8541 | Quem Somos | Anuncie Já | Fale Conosco              
sitedagranja
| Newsletter

ASSINE NOSSA
NEWSLETTER

Receba nosso informativo semanal


Aceito os termos do site.


| Anuncie | Notificações

Minha Vida Animal

23/09/2021

Dicas para higiene e banho em cães e gatos



Há mais ou menos 14 meses que um gato me adotou e desde então mergulhei de cabeça nesse mundo felino do qual tive contato poucas vezes na vida. É um mundo incrível e recomendo a todos adotarem um gatinho também... até os que já tem cães, acredite, é possível que eles convivam em harmonia. 

Sempre que chega um animal novo aqui em casa, de uma espécie diferente ou um cão de alguma raça incomum, começam as pesquisas! Eu amo aprender cada vez mais sobre comportamento animal e sempre pesquiso sobre bem estar, necessidades básicas,  cuidados e mais informações sobre meus PETS e meus clientes. No caso dos gatos, eles têm muitas coisas diferentes dos cães, mas confesso que quanto mais eu estudo e pesquiso, mais semelhanças vou encontrando.

Cães e gatos cada vez mais convivem com os donos dentro de casa e pouco a pouco vão conquistando mais espaço no nosso coração e na nossa casa também e assim, gradualmente vão chegando mais perto e muitos até dormem na mesma cama dos donos! Então a preocupação com a higiene dos nossos peludinhos nos preocupa mais e mais.

Eu me encontro nesse time que mantém os animais dentro de casa, então a saúde e higiene dos animais é uma prioridade. Pesquisando muito eu aprendi sobre higiene dos gatos e por isso resolvi trazer essas informações para o Minha Vida Animal.

Você sabia que os felinos praticam a autolimpeza, um processo muito parecido com o banho? Com suas línguas ásperas eles retiram sujeiras, peles e pelos mortos, ou seja, não é necessário dar banho convencional, com água e sabão, se o gato é saudável e realiza esse comportamento diariamente. Gatos idosos, obesos, com dermatites ou com alguma outra restrição e que não fazem sua autolimpeza precisam tomar banhos, mas ele deve ser indicado por um veterinário.  Vale lembrar que se seu pet estiver se lambendo demais, procure um veterinário. Algumas doenças, como pulgas, carrapatos ou outras doenças psicológicas causam incômodos que levam os pets às lambidas excessivas, então lembre-se sempre que alterações em comportamentos naturais do seu PET  podem ser um indicativo de algum problema, seja ele físico ou emocional.

Se o gatinho se suja e precisa ser limpo, uma opção é limpá-lo com um pano úmido e um produto que se chama "banho a seco". específico para gatos. Prepare-se com luvas grossas para que não te arranhe e busque um lugar calmo e tranquilo para tarefa. O ideal é levar a um centro estético para que profissionais o lavem com mais experiência e equipamentos certos. Mas isso não pode se repetir com frequência, ok? 

Agora, no mundo canino, uma boa frequência para um cão que não tem nenhuma restrição de saúde acerca de banhos (como eu digo sempre: consulte seu veterinário de confiança para saber especificamente sobre o seu cão e o estado de saúde dele), é de uma vez na semana, mais vezes que isso não é recomendado pela maioria dos veterinários por ser danoso à pele, pois retira todos os óleos naturais de proteção do animal. Se seu cão se sujar e já tiver tomado banho aquela semana, tenha em mente que isso pode ser exceção e não a regra. Uma opção é, assim como os gatos,  limpá-lo com um pano úmido e o produto "banho a seco" específico para cães. 

Para dar banho em um pet shop, você pode pedir referências para algum amigo dono de pet ou para o médico veterinário de confiança. Outro caminho é buscar lugares que trabalham com técnicas de "low stress" ou "no stress", traduzindo, os profissionais do lugar fazem curso em que aprendem técnicas para diminuir o estresse do animalzinho que precisa do banho, e nós vamos aprender algumas delas com as dicas a seguir.

Para dar banho em casa, vou começar com uma dica comportamental importante que às vezes nem todo profissional de banho e tosa sabem: como tornar o banho um momento relaxante e prazeroso!

Primeiramente:

·         reúna todos os produtos e toalhas que forem necessárias junto ao local do banho, para que não falte nada no momento de lavar o animal;

·         prepare um petisco leve ou brinquedo que o animal goste muito; 

·         penteie o cão, pois mesmo cães de pelos curtos têm subpelo que devem ser trocados periodicamente, ou seja, muitos pelos estão soltos e vão cair na hora da lavagem, então pentear facilita o trabalho;

Agora, o momento da lavagem: 

·         tome cuidado para não entrar água dentro do ouvido do animal, e se ele tem problemas de inflamação nos ouvidos ou algo do tipo, sugiro que deixe a limpeza da parte interna para o veterinário ou profissionais do banho e tosa que tem aparelhagem e produtos específicos para aquela área sensível;

·         com a voz calma e amorosa, conduza o animal ao local do banho, e use o petisco para te ajudar a atingir o objetivo;

·         no local da lavagem, você pode pedir para ele sentar e dar o petisco, essa é uma técnica de reforço positivo que usamos no condicionamento comportamental de cães para que eles gostem do momento do banho e não se estressem tanto nessa hora. Particularmente, uso tapetes de lamber petiscos (ou lickmats (se pesquisar assim no Google, vai achar várias opções e modelos) e com ventosas que grudam no box, facilitando o processo. Você pode ser bem criativo no tipo de petisco que você passa lá. Lamber é uma atividade natural dos cães e realizar esse tipo de comportamento natural da espécie faz com que eles relaxem. Lembrando que, se seu cão gosta muito de algum brinquedo, você também pode levá-lo para o banho ... e conforme ele se mostrar calmo e tranquilo, reforce isso com carinho, petisco ou brinquedo e sempre usando a voz tranquila e doce.

·         Com água morna, molhe bem todo pelo do animal;

·         use um shampoo de qualidade e espalhe bem, deixe agir o tempo que é recomendado na embalagem e enxágue muito bem o produto do pelo;

·         animais de pelo longo podem precisar de um condicionador; 

·         lave em um dia quente para que  secagem dos pelos não seja tão difícil; 

·         não recomendo usar secador, perfumes e enfeites no animal se ele (e você) não estão acostumados. 

Cães e gatos têm suas particularidades e cabe a nós, como tutores responsáveis, nos informar e pesquisar muito para cuidar e manter bem nossos PETs. São "mundos" diferentes, canino e felino, mas ambos muito lindos, dos quais só provêm amor e carinho. Sempre quis ter um gato, mas fui realizar esse sonho somente quando o Mingau decidiu entrar na minha casa e não sair mais. Obrigada por nos escolher, Mingaulino!


Veja mais

Abandono no Lar - Só alimentar seu Pet não basta
Como escolher um cão para você por Alice Manochio
Adotar um pet
Dia dos Animais
Por que castrar seu Pet?
Cães e férias de verão
Cães X Fogos
Pets e Crianças
O cão é um ser social
Treinando cães
Os cães e a quarentena
Como transportar animais corretamente
Vítimas anônimas
GPS para pets já é realidade
Buraqueira, uma corujinha muito fofa
Dia Nacional dos Animais por Ângela
Pets: uma ligação profunda
O espetáculo que mata!
O perigo das latas no lixo
A saúde dos beija-flores

 


Alice Manochio

Alice é adestradora de cães e trabalha com muito amor na Bicho de Boa. Foi granjeira por 17 anos até ingressar na faculdade e se mudar para o interior do estado. Hoje, além adestradora, Alice é gestora ambiental.
instagram/bichodeboa

Pesquisar




X

































© SITE DA GRANJA. TELEFONE E WHATSAPP 9 8266 8541 INFO@GRANJAVIANA.COM.BR