TELEFONE E WHATSAPP 9 8266 8541 | Quem Somos | Anuncie Já | Fale Conosco              
sitedagranja
| Newsletter

ASSINE NOSSA
NEWSLETTER

Receba nosso informativo semanal


Aceito os termos do site.


| Anuncie | Notificações
Voltar

Duplicação da São Camilo paralisada gera transtornos e incertezas

21/02/2024



Quem transita pela São Camilo no trecho a partir do número 3500, que envolve do Armazém do Nicolau até o condomínio Fazendinha, lida com o descaso de uma obra parada que gera perigos e transtornos para os moradores e transeuntes. Na semana do dia 12/02,  as obras foram paralisadas sem aviso prévio. 


As queixas e denúncias recebidas pelo Site da Granja envolvem o degrau no asfalto na avenida São Camilo, a falta da lombada para quem entra no residencial Vila Diva, a vulnerabilidade quanto à segurança no canteiro usado pela empresa  e o estado das ruas de terra, Esmeralda e Brilhante, localizadas no entorno da obra. A empreitada deu início em novembro de 2022 com previsão de ser finalizada em abril de 2024. “O mínimo que a gente precisava - e que nos foi garantido - era ter acesso ao cronograma real de avanços da obra, saber dos prazos, ter transparência em relação aos materiais empregados, ao custo real, enfim, sabermos o quanto e como ainda seremos afetados.”, observa o professor e músico Ricardo Vital, morador há 28 anos na rua do Ouvidor.

A obra estimada  em 18 milhões, passou por licitação e a CASAMAX é responsável pela realização que compreende uma pista nova com largura de 7,00m a ser implantada na faixa à direita da pista existente, sentido Carapicuíba-Cotia, com calçada em concreto de 1,50m de largura saindo da Fazendinha até o trecho já duplicado da avenida (altura do condomínio Alphaville Granja Viana). 

O Secretário de Desenvolvimento Urbano de Carapicuíba, Marcos Galvão Whitaker de Assumpção, relatou a uma moradora por áudio:  “A CASAMAX está retirando as máquinas de pavimentação, pois não tem frente de trabalho para executar o serviço, já que há imóveis a serem desapropriados que não foram resolvidos. Tivemos reunião com a Casamax, estão tirando umas máquinas, mas tem problema de desapropriação de uma área que está em processo judicial. O prazo ainda é abril e pretendemos finalizar a obra… isso sobre a duplicação da São Camilo”. O secretário foi procurado pela redação e solicitou que procurássemos o departamento de comunicação da Prefeitura de Carapicuíba que também não nos respondeu até o fechamento da matéria. 

A moradora Valéria Guimarães observa: “A obra que será realizada pela CASAMAX não engloba a pavimentação , a empresa vai finalizar a canalização das água pluviais e deve dar uma ajeitada na rua, mas não irão pavimentar a Esmeralda e Brilhante. Como este ano acaba o mandato do prefeito, certamente no ano que vem haverão mudanças nas secretarias municipais, com essas alterações as prioridades irão mudar e pode ser que a gente fique a ver navios".

O vereador e vice-presidente da câmara dos vereadores da cidade, Sheriff Paulo Costa, esteve com os moradores, realizou  encontro com o secretário Marcos, mas o caso não avançou. 

Moradores dessas ruas em época de chuvas torrenciais e extremos climáticos ficam sem o direito constitucional de “ir e vir”, já que as obras deixaram as ruas intransitáveis. 

São cerca de 8000 veículos por dia que passam pela portaria da  Fazendinha e doutros tantos de  áreas de Carapicuíba para usar a avenida São Camilo. Os riscos são grandes caso as resoluções não sejam efetivadas.

Veja AQUI mais sobre o histórico do caso em matéria de 2022 no Site da Granja. 


Notícias Relacionadas:


 
TENHA NOSSAS NOTÍCIAS DIRETO NO WHATSAPP, CLIQUE AQUI.

Pesquisar




X































© SITE DA GRANJA. TELEFONE E WHATSAPP 9 8266 8541 INFO@GRANJAVIANA.COM.BR